Parque Biológico de Gaia

parque-biologico-gaia-painelParque Biológico de Gaia é um magnífico espaço de contacto com a natureza!

Um parque que tendo sido criado com um objectivo pedagógico de difundir a temática da educação ambiental, consegue proporcionar bons momentos de diversão e tranquilidade a todos os que por lá passam.

Situado na periferia da cidade de Vila Nova de Gaia, freguesias de Avintes e Vilar de Andorinho, e estendendo-se pelo vale do rio Febros, o Parque Biológico de Gaia alberga uma enorme quantidade de fauna e flora ao longo dos seus 35 hectares de extensão.

Um espaço onde é “obrigatório” levar máquina fotográfica para mais tarde recordar! 🙂

UM PASSEIO MUITO AGRADÁVEL EM FAMÍLIA

Passamos um dia espectacular e muito descontraído neste parque e já começamos a pensar planear uma nova visita. Os miúdos adoraram!

Logo à entrada, um enorme dinossauro, mais precisamente um Braquiossauro, dá-nos as boas-vindas servindo imediatamente de cenário para as primeiras fotos!parque-biologico-gaia-dinossauro

Chegar ao Parque Biológico de Gaia foi bastante fácil, o GPS já incluí esse parque na lista de pontos de interesse, por isso fomos lá ter sem qualquer percalço. Estacionar foi ainda mais fácil, o parque de estacionamento é bastante amplo e… gratuito!

Paga-se para entrar no parque, mas é um valor simbólico tendo em conta aquilo de que podemos usufruir. E se tivermos em mente que esse valor reverte para a beneficiação deste maravilhoso espaço, então ainda mais simbólico nos parece! Um adulto (dos 18 aos 64 anos) paga 6€, os jovens (dos 7 aos 17 anos) pagam 3€, as crianças até aos 6 anos não pagam. Existe ainda o bilhete família que fica por 15€ para até 2 adultos, 2 jovens e 3 crianças.

No átrio, junto à recepção onde se adquire os bilhetes, podemos desde logo apreciar pequenas exposições, comprar alguns produtos biológicos ou visitar a biblioteca.

Depois lá demos início ao percurso pedestre de cerca de 3 Km. Um percurso muito bem sinalizado com informação da distância percorrida e da distância que falta até ao final.

Pelo caminho vamos vendo várias exposições muito interessantes e lúdicas: desde a história da floresta em Portugal, o ciclo das rochas até exemplos de objectos apreendidos nas alfândegas.

Continuando a caminhada, vamos encontrando inúmeras espécies animais. Ao contrário dos jardins zoológicos tradicionais, aqui os animais não estão enjaulados! Eles vivem em ambientes que recriam o seu habitat natural, o que transmite uma enorme tranquilidade.

Podemos também desfrutar de paisagens verdejantes lindíssimas, amostras da vida rural, explorações agrícolas, lagos e ribeiros, um moinho restaurado, numerosas vitrinas com informações sobre o meio envolvente e placas de identificação de plantas.

Fomos também espreitar o Biorama, um complexo de exposições que reconstitui as grandes comunidades ecológicas do planeta Terra, tais como o deserto, a savana, a floresta tropical húmida e o ambiente mesozóico.

Este parque tem boas condições para circular com carrinho de bebé, não me recordo de em momento algum ter de subir ou descer escadas, e mesmo existindo escadas, encontrava sempre um caminho alternativo para passar com o carrinho.

Também tem restaurante, cafetaria e parque de merendas para quem quiser fazer um piquenique. Ou seja, tem tudo para que possa passar um dia em grande em família ou com amigos no meio da natureza e num ambiente muito relaxante!

Só para concluir, adorei este painel que indica a situação meteorológica logo no início do trilho do Parque Biológico de Gaia… 😀parque-biologico-gaia-meteorologia

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *