Magikland – Penafiel

magiklandLocalizado em Penafiel, o Magikland apresenta-se como um parque de diversões muito alegre e divertido, ideal para famílias com crianças.

É sem dúvida um espaço encantador para os mais pequenos… não tanto para os mais graúdos! Pois apesar de ter alguma diversidade e de ser notória a preocupação em tornar este parque mais apelativo também para adolescentes e adultos, para já o Magikland ainda não tem muita oferta para esse público. A prova disso é que grande parte dos divertimentos estão interditos a quem tiver mais de 1.40m!

UM DIA DIVERTIDO COM AMIGOS E FAMÍLIA

Já vamos na nossa 3ª visita a este parque de diversões. Da primeira vez que lá fomos ainda se chamava Bracalândia (nome que transitou de Braga juntamente com os divertimentos) e, nessa altura, o espaço não se apresentava lá muito cuidado. Desde divertimentos a aparentar falta de manutenção, pouco staff, alguma desorganização…

Mas depois da mudança para “Magikland” as coisas melhoraram bastante! Foram instalados novos divertimentos assim como uma “deliciosa” piscina, mais animação, staff simpático e muito acessível, etc.

A título de curiosidade, o Magikland tem actualmente uma dimensão 4 vezes superior à antiga Bracalândia!

A nossa mais recente visita ao Magikland data de 4 de Julho de 2015. Apesar de ser fim-de-semana, andava-se bastante bem e os tempos de espera nas filas dos divertimentos era aceitável.

Fomos dois casais e quatro crianças. As crianças ansiosas por desfrutarem dos carroceis… e eu, o Orlando e as nossas mais-que-tudo, ansiosos por nos refrescarmos na lagoa artificial! 🙂

O preço dos bilhetes é, na nossa opinião, um pouco elevado: 15€ por adulto e 10€ por criança (até aos 4 anos não pagam). Como podemos desfrutar de todos os divertimentos as vezes que nos apetecer, o ideal é aproveitar ao máximo aquilo que se pagou e ficar desde a hora de abertura até à hora do fecho! Existe também um pequeno desconto de 15% para famílias com pelo menos 3 elementos pagantes, que foi o nosso caso.

O Magikland tem diversas áreas temáticas :

Na área temática “África”, os mais pequenos podem andar na réplicas de aviões da 1ª Guerra Mundial, em carrinhos de choque, nos bumber boats…

No “Mundo da Confusão”, onde se encontra uma réplica em ponto pequeno da famosa Torre Eiffel, pais e filhos podem apanhar o comboio na Estação dos Carvalhais e partir numa viagem pelo parque (a uma velocidade incrivelmente… lenta), podem ainda andar no comboio do Bosque Encantado, no Jumbo e, entre outros, na Roda Panorâmica, uma roda gigante que nos dá uma vista fantástica sobre todo o parque de diversões.

Nesta área, foi o carrocel “Jumbo”, uns elefantes voadores, que deixou o meu filhote mais pequeno (que tem apenas 2 anos) todo encantado! Perdi a conta às vezes que lá andamos.

Apenas um pequeno reparo relativamente ao carrocel “Jumbo”… alguns dos “elefantes” não estavam a funcionar, ou seja, a alavanca não permitia fazê-lo subir e descer. De qualquer forma, o elemento do staff que lá se encontrava ia nos alertando e ajudando a escolher os “elefantes” bons! 😀

Na “Aldeia Medieval” temos um carrocel chamado Torre da Princesa (apenas para os mais pequenos) e o Castelo Fantasma, que deu para rir um pouco com uma “estupidez” minha que passo a explicar. O percurso no Castelo Fantasma é feito a pé, sendo que nos é dada a indicação para seguirmos as setas que estão marcadas no chão. Assim que entrei achei o espaço demasiado escuro, aliás, uma escuridão total mesmo. E setas, nem vê-las, apenas me safei às apalpadelas às paredes e a agarrar-me a quem ia à frente. A dado momento descobri o motivo porque tudo estava tão escuro apenas para mim… tinha-me esquecido de tirar os óculos de sol! 😀

É no “Refúgio dos Piratas” que se encontra a refrescante lagoa artificial. Curiosamente, quando visitei o Magikland em 2013, esta lagoa estava rodeada de areia e agora em 2015 estava rodeada de relva. Bem melhor assim! Nas seguintes fotos dá para ver bem a diferença (a primeira foto foi tirada em 2013).

O Galeão Pirata pouco tem para ver, a não ser quando a equipa de animação está por aqueles lados a entreter as crianças.

Um carrocel que até é apropriado para os mais graúdos mas que não consigo andar mais do que uma vez porque me deixa a cabeça às voltas, é a Corsária. Carrocel impróprio para quem acabou de comer… 😛

Na área temática “FarWest” é onde se encontra a Montanha Mágica, uma montanha russa que não tem nada a ver com aquelas enormes que se vê nos grandes parques de diversões, mas que até é porreirinha.

Quando a fome apertou, valeu-nos a marmita que levamos connosco! Existe imenso espaço para merendar, com mesas e bancos e com muitas sombras.

Há quem deixe logo pela manhã a sua mesa já “reservada”, deixando os seus pertences e marmitas em cima das mesas e dos bancos. Não tivemos necessidade de fazer isso, há hora de almoço encontramos logo uma mesa disponível.

Para quem quiser por lá almoçar ou lanchar, também o pode fazer. Nós optamos apenas por comer um gelado e tomar café lá na esplanada junto à área do “Mundo da Confusão” e com vista para a “Torre Eiffel”! 😀

Junto aos Bumber Boats na área “África” existe um restaurante. Não podemos dar a nossa opinião porque não chegamos a ir lá comer.

E se quiser adoçar a boca, existe uma lojinha chamada “Cantinho das Guloseimas”! Não chegamos a entrar lá, mas acho que foi só por esquecimento!

A equipa de animação do Magikland representa com muito entusiasmo o seu papel. A criançada gostou! Na primeira foto podem ver o nosso filhote numa intensa luta de espadas. 🙂

Um divertimento que tinha experimentado (e adorado) nas visitas anteriores e que desta vez não estava operacional por o estarem a mudar de local dentro do parque, foi o “Rio Bravo”. De qualquer forma, deixo aqui uma foto tirada em 2013 a esse divertimento. Na segunda foto dá para ver um novo divertimento instalado ao lado dos Bumper Boats, mas que ainda não estava em funcionamento.

Tendo sido esta a nossa 3ª visita ao Magikland, não será certamente a última. Nem que seja apenas com o pretexto de experimentar o novo divertimento!

E você? Já visitou o Magikland? Conte-nos a sua experiência. 😉

Comentários

comentários

2 Responses

  1. Sem duvida que é um local a visitar, os divertimentos são na maioria para os mais pequenos mas os graúdos também se divertem e bem! Já la fui este ano, é a segunda vez que lá vou e de certo que não será a ultima. Passa-se lá um dia bastante agradável e divertido!

  2. Emília Reis diz:

    Agradeço que me informem se estão abertos no Inverno e horários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *